Três companhias francesas em cartaz do Festival Cumplicidades

O Festival Cumplicidades acontece este ano do dia 27 de outubro ao 4 de novembro em Recife e Olinda. Com o apoio do Consulado Geral da França para o Nordeste, três companhias francesas estão em cartaz, e também um ciclo de filmes da colecção “Paisagens coreográficas contemporâneas” da colecção da Cinemateca da Embaixada da França no Brasil.

O coreógrafo Fabrice Ramalingom apresenta o espectáculo My Pogo, com 6 intérpretes, em Olinda na abertura do festival o 27 de outubro. O coreógrafo montpelliérain interroga-se sobre o facto que os indivíduos reencontram-se cativos de espaços urbanos cada vez mais reduzidos e transcreve-o novamente numa dança que se une ao relatório do indivíduo ao grupo.

De regresso ao Brasil, a companhia Multicorps apresenta Vodoun, duo com Marcel Gbeffa e o brasileiro Wagner José de Faria. Vodoun é utilizado pelos jovens benineses para designar algo outra vez, de pouco comum, algo de estranho ou genial. Os intérpretes atravessam nesta peça as suas lembranças de infância, que separa-o e reune-o.

Catherine Diverrès está particularmente em honra com duas peças apresentadas numa noite. Ô Sensei, inspirado do seu encontro com o mestre de butô Kazuo Ohno, é um solo dançado por Catherine Diverrès onde há da sua limpa memória de uma viagem passado ao Japão. Apresenta igualmente a peça Stance II, solo de 20 minutos que é um convite à uma viagem poética.

Programação (modificação por motivo de acidente da bailarina):

- 27 de outubro às 17:00, Cie Fabrice Ramalingom, My Pogo, em Olinda

- 1º de novembro às 20:00, Cathy Pollini, Saudade no Teatro Apolo, no Recife

Seguido da Cia Multicorps/ Marcel Gbeffa, Vodoun no Teatro Apolo, no Recife

JPEG

publicado em 11/04/2016

Topo de página