O Festival de Cannes abre hoje sua 69° edição

JPEG

Começa hoje a 69° edição do Festival do Cannes, o maior festival de cinema do mundo, que vai até o dia 22 de maio. O presidente do júri da competição oficial dos longas-metragens é o diretor australiano George Miller.

A seleção oficial do Festival se divide em várias secções, cujas principais são:

- a competição dos longas-metragens que conta este ano com 21 filmes de 13 países diferentes
-  a competição Um certo olhar que coloca em perspectiva um cinema mais atípico que o da seleção principal e recompensa cineastas pouco conhecidos. Este ano, a competição apresentará 18 filmes de 14 países.
- a competição dos curtas-metragens que apresentará este ano 10 filmes

Em paralelo à seleção oficial do Festival, o outro evento marcante é a Quinzena dos Realizadores, uma seção independente aberta ao público que apresenta uma competição de curtas, longas-metragens e documentários de cineastas internacionais ainda desconhecidos. A seção apresentará este ano 16 longas metragens e 12 curtas.
Igualmente, a Semana da Crítica, uma seção paralela ao Festival cujo objetivo é descobrir novos talentos e revelar as novas tendências cinematográficas, conta com 7 longas e 10 curtas em competição.

Este ano, o Festival vai homenagear o ator fetiche do diretor francês François Truffaut, Jean-Pierre Léaud, que receberá na cerimónia de encerramento a Palma de honra para premia-lo da sua grande carreira cinematográfica.

O Brasil representado pelo cinema pernambucano

Com a seleção de Aquarius para a competição oficial do Festival de Cannes, é a primeira vez que um filme pernambucano concorre à Palma de Ouro, maior prêmio do festival.
Aquarius é o segundo longa metragem do diretor recifense, Kleber Mendonça Filho, e chega com grande expectativa, já que seu primeiro longa-metragem, O som ao redor (2012) recebeu uma série de críticas positivas na Europa e no Brasil. O filme é uma coprodução entre o Brasil (Cinemascópio Produções) e a França (SBS).

Em 2016, três dos quatro filmes brasileiros selecionados para as competições do Festival de Cannes, realizadas entre os dias 11 e 22 de maio, são do Estado de Pernambuco:

- Aquarius, de Kleber Mendonça Filho (Competição Principal)
- O delírio é a redenção dos aflitos (curta), de Fellipe Fernandes (Semana da Crítica)
- Abigail (curta), de Isabel Penoni e Valentina Homem (Quinzena dos Realizadores)

O outro representante do Brasil é João Paulo Miranda Maria (Rio Claro, SP) com A moça que dançou com o Diabo, na seleção oficial de curtas.

publicado em 26/10/2016

Topo de página