Mostra dos Clássicos Franceses Restaurados no Festival Panorama Internacional Coisa de Cinema em Salvador

JPEG

O Panorama desse ano traz retrospectivas, filmes novos do país e do exterior, e promove encontros, discussões e debates em torno do cinema. São curtas e longas que reafirmam, como já dito, a excelente fase do cinema no Brasil e no mundo.

Entre os dias 28 de outubro e 4 de novembro, Salvador e Cachoeiras recebem a décima-primeira edição do Panorama Internacional Coisa de Cinema, que se firma como um órgão vital para a difusão da produção nacional e internacional, ornamentando seu esqueleto com mostras competitivas, panoramas temáticos e retrospectivas de cineastas clássicos e contemporâneos. A vastidão de seu catálogo não deixa a desejar quanto à qualidade e diversidade, seja das curtas, longas, ficções, documentários ou animações.

Com o apoio da Embaixada da França no Brasil e do Instituto Francês, o Festival contará este ano com a "Mostra Clássicos Franceses", uma coleção de 11 filmes com cópias restauradas, dentro das quais aparecem as obras dos maiores cineastas franceses (Jean-Luc Godard, Jean Renoir, Jacques Tati…)

Bernard Payen, programador da Cinemateca Francesa de Paris faz parte dos convidados do Festival neste ano e do júri da Competitiva Nacional. Ele foi curador e coordenador da comissão de curtas-metragens da Semana da Crítica do Festival de Cannes entre 2005 e 2013. Além disso, dirigiu os curtas “Reminiscence” (2006), “Portrait of the french filmmaker Damien Odoul “(2009), e “Mister H” (2014, filmado no Brasil) e ele é responsável pela curadoria de curtas para o Festival Internacional de Curitiba “Olhar de Cinema”.

Mais informações sobre o Festival Panorama Coisa de Cinema.

publicado em 18/01/2017

Topo de página