Alguns dias ainda para aproveitar do Festival Janela Internacional de Cinema

O festival registrou recordes de frequência, com 6750 espectadores durante o final de semana de abertura, resta alguns dias ainda para aproveitar da programação.

No âmbito da mostra Pós Nouvelle Vague, vários filmes estão em cartaz esta semana, « India Song » de Marguerite Duras (29/10 às 16h50, no cinema da Fundação), « La maman et la putain » de Jean Eustache (1/11 às 16h, no cinema da Fundação), « J’entends plus la guitare » de Philippe Garrel (2/11 às 19h, no cinema da Fundação).

O diretor Jacques Doillon é o convidado do festival. Ele construiu uma das obras mais pessoais do cinema francês. Desde o seu inicio ele chamou a atenção de François Truffaut com o seu longa-metragem “Les doigts dans la tête” que da um tom original ao cinema francês. Ele continua nos anos 1970 e 1980 uma obra num ritmo elevado e realizou até hoje 42 filmes, se interessando particularmente na desordem dos sentimentos e das paixões amorosas. Jacques Doillon é reconhecido também como um pintor fino e sutil da infância e da adolescência.
Ele apresentará o seu último filme « Mes séances de lutte » (2013) no sábado 1° de novembro às 15h30 no cinema São Luiz, como também dois outros filmes « La vie de famille » (1985) no sábado 1° de novembro às 18h no cinema São Luiz e « Les doigts dans la tête » (1974) no dia 31 de outubro às 19h20 no cinema da Fundação.

Programação completa do festival:
JPEG

publicado em 18/01/2017

Topo de página