A Universidade de Toulouse: Projeto de implantação no Recife de uma antena para a América Latina

O PRES (Polo de Pesquisa e de Ensino Superior) “Universidade de Toulouse” decidiu reforçar o seu dispositivo de mobilidade estudantil, para receber doutorados e desenvolver a cooperação internacional, nomeadamente criando antenas de representação permanente na Ásia e na América Latina. Em 2012, a primeira antena foi implantada na China na cidade de Chongqing para a promoção das disciplinas doutorais propostas para os estudantes chineses, mas também para reforçar a mobilidade no exterior dos estudantes da Região Midi-Pyrénées para os campus chineses que oferecem hoje formações e condições de estudos segundo os padrões internacionais.

A fim de estudar a viabilidade da implantação de uma segunda antena no Brasil com os mesmos objetivos, uma delegação do PRES realizou uma missão exploratória em São Paulo e no Recife do dia 6 ao dia 10 de maio de 2013. Os encontros no Recife aconteceram nos dias 9 e 10 de maio, na FACEPE (Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco), no Porto Digital (Parque tecnológico de Recife), na SECTEC (Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco) e na UFPE (Universidade Federal de Pernambuco).

Os membros da delegação francesa ficaram agradavelmente impressionados com o acolhimento que lhes foi reservado pelas autoridades locais, pela qualidade científica do quadro de acolhimento e pelas condições propostas para a implantação de uma antena no Recife. Salientaram também as sinergias possíveis com a Região Midi-Pyrénées, que estuda atualmente a viabilidade de um acordo de cooperação descentralizada com o Estado de Pernambuco. Esse contexto era muito favorável para a implantação nesse Estado de uma antena da universidade de Toulouse, projeto que o Conselho de Administração aprovou o 19 de junho passado.

Recentemente, foi criado um projeto de cooperação hospitalar internacional entre o CHU de Toulouse e o Hospital das Clinicas no Recife. Esse projeto terá 3 vertentes principais: as prestações logísticas, a engenharia técnica e o reforço das competências dos profissionais de saúde.

Fotos: divulgação

publicado em 28/03/2014

Topo de página